Artigos
Compartilhar
Peça "Diário de Uma Ladra" será encenada na Penitenciária Feminina

A peça "Diário de Uma Ladra", da Companhia de Teatro os Shakespirados, do Piauí, é um “monólogo de ação” que, em cinco cenas, narra um dia na vida de uma presidiária em busca de liberdade.  Para tornar a encenação mais real, o grupo irá realizar uma apresentação especial na Penitenciária Feminina de Curitiba, em Piraquara, na terça-feira (5 de abril), pela manhã, especialmente para as internas. O grupo também se apresenta de 1º a 4 de abril, no Mini Guaíra, em diversos horários, com ingressos a R$20.

Relatos de presidiárias encontrados há mais de 100 anos foram agregados com informações atuais, que resultaram no texto da peça, o que demonstra que o sistema prisional do país continua com os mesmos problemas e com superlotação. Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Brasil é o terceiro maior país em população carcerária do mundo, com mais de 490 mil presos. Deste montante, 14 mil são mulheres.

A narrativa não linear apresenta desde a escapada por um túnel até as fugas subsequentes. A encenação trabalha com referências à obra Diário de um Ladrão, de Jean Genet, ao poema Balada do Cárcere de Reading, de Oscar Wilde, e suas respectivas experiências no presídio, e à poesia concreta.

Com roteiro original, Diário de Uma Ladra é um espetáculo moderno, multimídia, que envolve várias linguagens culturais, como teatro, literatura, vídeo, dança e música. O vídeo inicial, uma adaptação de Rubens Costa do poema de Oscar Wilde, filmado durante os ensaios, já foi exibido na Rede Pública de Televisão.

No espetáculo, a atriz Pilar Fortes faz um relato do submundo da prisão, em uma peça diferente que utiliza várias linguagens cênicas, retratando, em uma história comovente, as marcas da prisão para um ser humano. Ela também faz uma correlação semiótica entre os signos utilizados no mundo do crime, alertando para um novo código de comunicação entre criminosos.


Com dramaturgia de Rubens Costa e encenação de Arimatan Martins, o espetáculo envolve dança, literatura, vídeo e música. “Diário de uma ladra” leva à reflexão de um tema atual: “o cotidiano nas prisões”. A peça foi apresentada em diversos estados brasileiros e em Portugal.


SERVIÇO:
Diário de Uma Ladra - os Shakespirados
Local: Mini-Guaira - Auditório Glauco Flores de Sá Brito (Rua Conselheiro Laurindo, s/n°)
Ingresso: R$20
Datas:
1º de abril, às 12h
2 de abril, às 16h
3 de abril, às 23h
4 de abril, às 19h  [josianyvieira@gmail.com]