Artigos
Compartilhar
Governo Federal vai investir R$ 1,1 bilhão em presídios

 FONTE : http://tribunadonorte.com.br

 O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, encerrou, ontem, em Natal, o 10º Congresso Nacional de Defensores Públicos. Antes da palestra sobre a função do defensor, ele antecipou informações sobre o plano de estruturação do sistema prisional que será lançado na próxima quinta-feira e custará ao governo federal R$ 1,1 bilhão. A intenção é aplicar os recursos na construção de novos presídios. O ministro falou também sobre a lei que permite ao cidadão comum ter acesso a informações públicas e a que cria a Comissão da Verdade, sancionadas pela presidenta Dilma Roussef na última sexta-feira pela manhã.

Aldair DantasMinistro Luiz Eduardo Cardozo promete, durante congresso, empenho para a reforma do JudiciárioMinistro Luiz Eduardo Cardozo promete, durante congresso, empenho para a reforma do Judiciário
O ministro também comentou a reforma do poder judiciário, que ganhou mais força, segundo ele, durante o governo Lula, e sobre a discussão envolvendo a limitação do poder do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  Cardozo evitou comentar as investigações realizadas no Ministério do Trabalho.

Durante a palestra, o ministro falou de seu tempo de faculdade e sobre o desejo de Justiça que o movia. Antes de entrar na política, em 1989, formou-se bacharel em Direito pela PUC - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. O ministro admitiu, diante de 1,2 mil defensores públicos e estudantes, que pensou em deixar a faculdade por não concordar com o conceito de Justiça. "Entendi, com o passar do tempo, que normas jurídicas eram uma fotografia das relações de poder até então vigentes".

Antes de concluir a palestra, se comprometeu a contribuir para a estruturação da Defensoria Pública em todos os estados. "Faltam médicos; faltam professores. Da mesma forma, faltam defensores públicos. Toda comarca deveria ter seus. Vamos lutar para isso". No RN, são 40 para 167 municípios.