Artigos
Compartilhar
Boletim Diário de notícias - 17/11/2012

CNJ em Ação mostra reportagem da série sobre o VI Encontro Nacional

 


Neste sábado (17/11), o programa CNJ em Ação, veiculado pela TV Justiça, apresenta mais uma matéria da série de reportagens sobre o VI Encontro Nacional do Poder Judiciário. O evento, que aconteceu nos dias 5 e 6 de novembro, reuniu presidentes, corregedores e magistrados dos 91 tribunais brasileiros. Realizado pela primeira vez em um tribunal do nordeste, o Encontro estabeleceu metas a serem cumpridas no ano de 2013 e definiu ações prioritárias para aprimorar a gestão nos tribunais.

 

Leia Mais

 

AGU diz que conciliação traz economia de recursos públicos

 

Ocupante do topo das listas dos maiores litigantes do Poder Judiciário, o Poder Público precisa ?mudar de cultura? e buscar soluções mais conciliadas para os conflitos em que figura como parte. É o que defende o advogado-geral da União, Luís Inácio Lucena Adams.

 

Leia Mais

 

CNJ no Ar divulga reunião entre ministro Ayres Britto e autoridades

 


A edição desta segunda-feira (19/11) do programa CNJ no Ar, transmitido pela Rádio Justiça, mostra a reunião do ministro Ayres Britto, presidente do CNJ e do Supremo Tribunal de Justiça (STF), com autoridades e líderes sindicais para tratar de um aumento salarial aos magistrados e servidores do Judiciário. Durante o encontro, realizado na última quarta-feira, o presidente do CNJ argumentou sobre a falta de reajuste desde 2008 e também comentou sobre a importância de conceder verbas ao Judiciário no Orçamento da União de 2013. A equipe de reportagem da Rádio Justiça acompanhou a reunião e traz todas as informações.

 

Leia Mais

 

TJDFT faz ranking dos melhores índices de conciliação

 

O Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) divulgou o ranking das instituições que obtiverem melhor índice de conciliação durante a 7ª.  Semana Nacional de Conciliação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em todo o país. É a primeira vez que o TJDFT faz um mapeamento do desempenho das instituições participantes do mutirão.  O primeiro lugar no índice de processos conciliados ficou com o Cartão BrB (91%); de 22 audiências realizadas, houve conciliação em 20. Em segundo lugar ficou o Banco Itaú (86%) e o Citibank (69%). Veja, abaixo, o quadro de número de audiências por instituição e o de acordos conseguidos.

 

Leia Mais

 

Campelo representa CNJ em evento do Eurosocial

 


O conselheiro Emmanoel Campelo de Souza Pereira, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), participou de 29 a 31 de outubro, em Lima, capital do Peru, da conferência do Eurosocial (vinculado à União Europeia) sobre mecanismos alternativos de solução de conflitos na América Latina. A cooperação técnica, oferecida pelo Eurosocial ao Brasil, Costa Rica, Colômbia, Peru, Honduras, Paraguai, Uruguai, Chile e Argentina, tem como objetivo reduzir o grau de litigiosidade nesses países.

 

Leia Mais

 

Corregedoria avaliará Justiça de Goiás a partir de segunda

 

A Corregedoria Nacional de Justiça realiza na próxima semana inspeção nas unidades administrativas e judiciárias do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). A inspeção envolverá a Justiça de primeira e segunda instância, além dos cartórios extrajudiciais. De acordo com a portaria que determinou a realização da inspeção (Portaria no 135), um dos fatos que motivaram o trabalho foi a falta de prestação das informações devidas pelos magistrados de primeiro grau no Sistema Justiça Aberta, do CNJ.

 

Leia Mais

 

Confira os destaques da gestão de Ayres Britto no CNJ

 

?Nosso desafio é fazer do breve o intenso?. Com essas palavras, o ministro Ayres Britto deu início, em 19 de abril, à sua gestão na presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Durante quase sete meses, diversos projetos foram colocados em prática com o objetivo de dar maior transparência, abertura e efetividade ao Poder Judiciário.

 

Leia Mais

 

Ex-conselheira do CNJ lança livro com base em experiência como magistrada

 

Em mais de 15 anos como magistrada, à frente de varas de família, a juíza Andréa Pachá testemunhou casos de amor, ódio, términos e recomeços. Algumas dessas histórias, com finais felizes ou não, estão reunidas em A vida não é justa ? Amores e outros conflitos reais segundo uma juíza, lançamento da Agir. Dividido em quatro partes (?Amores líquidos?, ?Pais e filhos?, ?Realidade ampliada? e ?Recomeço?), o livro foge da ótica do ?juridiquês? sem deixar de lado as impressões de Andréa sobre as atuais mudanças em nossa sociedade e, consequentemente, na justiça brasileira. Casos de guarda compartilhada em novas famílias, aborto e até mesmo divórcios por conta de traições virtuais ? impensáveis há alguns anos ? são retratados pela autora. O livro foi lançado na última segunda-feira (12/11).

 

Leia Mais

 

Quatro sedes da Copa devem explicar ausência de detentos em obras

 

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) solicitou informações, por meio de ofícios, aos governadores dos quatro estados que ainda não contrataram reeducandos (detentos, ex-detentos, cumpridores de penas alternativas e adolescentes em conflito com a lei) para as obras de infraestrutura relacionadas à Copa do Mundo 2014: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Pernambuco. O mesmo procedimento foi feito em relação aos prefeitos das capitais desses estados e também aos presidentes dos respectivos tribunais de Justiça.

 

Leia Mais

 

Cartórios poderão utilizar sistema de malote digital para troca de informações

 

O corregedor interino da Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), conselheiro Jefferson Kravchychyn, assinou nesta segunda-feira (12/11) Provimento 25, regulamentando o uso do Sistema Hermes (Malote Digital) por todos os cartórios extrajudiciais do Brasil. A medida garante aos tribunais estaduais 90 dias para adequação ao novo sistema.

 

Leia Mais

 

Juízes de cooperação definem agenda para o próximo ano

 

Os juízes da Rede Nacional de Cooperação, criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por meio da Recomendação 38, terão uma agenda cheia no próximo ano. O grupo aprovou uma série de medidas para serem adotadas em quatro áreas: transferência de presos e adolescentes em conflito com a lei, perícias e cooperação judiciária, falências e recuperações de empresas e reconhecimento de vínculo empregatício e efeitos previdenciários.

 

Leia Mais