Artigos
Compartilhar
Justiça do Trabalho declara ilegal greve dos trabalhadores de Belo Monte

O desembargador Georgenor de Sousa Franco Filho, do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, considerou ilegal a greve dos trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, iniciada na última segunda-feira (23). Se a decisão não for cumprida, os trabalhadores terão que pagar uma multa de R$ 200 mil por dia de paralisação.

A liminar foi concedida ao Consórcio Construtor Belo Monte, responsável pela obra, e contra o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada e Afins do Estado do Pará (Sintrapav-PA). O magistrado determinou que a greve não é justificada, porque o acordo coletivo firmado em novembro do ano passado ainda está em vigência.

A decisão também considera que não há indícios de violação dos acordos em relação à cesta básica e às folgas para visitas às famílias, que são apresentadas como reivindicações dos trabalhadores. Também não considerou que há fato novo que justifique alteração do acordado pelas partes.

O desembargador determinou, também, que o juiz titular da Vara do Trabalho de Altamira promova uma tentativa de conciliação entre as partes.

O Sintrapav informou que vai esperar ser notificado da decisão para se manifestar a respeito.

 

Leia mais: http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/nacional/noticia/2012/04/25/justica-do-trabalho-declara-ilegal-greve-dos-trabalhadores-de-belo-monte-339434.php

 

Portal Ne 10

25.04.12